Composto

Apresentações de Gustav Mahler

  • Nenhum.

Premiere

Willem Mengelberg

  • 1917: 30-12-1917: Performance em Viena conduzida por Willem Mengelberg (1871-1951) com o Orquestra Filarmônica de Viena (VPO) of Das Lied von der Erde (Durigo e Jac. Urlus). Alma Mahler deu Willem Mengelberg (1871-1951) uma partitura do manuscrito e uma partícula do manuscrito de Mentira 6: Der Abschied (último movimento de Das Lied von der Erde). Os manuscritos foram embalados em uma bela fita cassete fornecida por Alma Mahler (1879-1964) em agradecimento ao condutor. No interior da capa, ela escreveu uma missão lisonjeira: “Dem Freunde Gustav Mahler / dem herrlichsten Interpreten seiner Werke / Willem Mengelberg / Der Abschied (Lied von der Erde) / Partitur und Clavierauszug / am 30 dez. 1917 von Alma Mahler gegeben ” o que indica o quão próximo Mengelberg chegou às intenções musicais de Mahler. De toda a obra de Mahler, Mengelberg teve com Das Lied von der Erde a banda mais intensa e atingiu um ponto alto definitivo com suas interpretações.
  • 1917: Arnold Josef Rose (1863-1946), mestre de concertos do Orquestra Filarmônica de Viena (VPO) que tocou Das Lied von der Erde antes, disse Jac. Urlus (tenor) sobre o desempenho em 30-12-1917 de Willem Mengelberg (1871-1951): “Jetzt haben wir zum ersten Male 'das Lied von der Erde gehort'”. 
  • 1917: Jac. Urlus lembrou do show como o ponto alto de sua carreira. Jascha Horenstein (1898-1973) assistiu aos ensaios de Das Lied von der Erde e da Sinfonia nº 4 e disse que então compreendeu a essência da música de Gustav Mahlers. Resenhas positivas em Der Morgen e Reichspost.
  • 2017: 22/03/2017 a Haia. Por ocasião do seu sexagésimo aniversário em 2016, o Gustav Mahler Foundation Países Baixos (GMSN) publicou uma fita cassete com dois manuscritos de Gustav Mahler em fac-símile, dos arquivos do maestro Willem Mengelberg. Diz respeito ao 'Clavierauszug' e à partitura de 'Der Abschied' (Das Lied von der Erde) que Alma Mahler deu a Willem Mengelberg. Edição limitada numerada. Primeira cópia apresentada à embaixatriz austríaca na Holanda.

História Das Lied von der ErdeMentira 6: Der Abschied, para piano.

versões

  • A obra foi descrita como uma sinfonia ao ser publicada, e é composta por seis canções para dois cantores que se revezam na execução das canções. Mahler especificou que os dois cantores deveriam ser um tenor e um alto. Ou então um tenor e um barítono se um alto não estiver disponível.
  • Mahler também arranjou o trabalho para acompanhamento de piano, e este foi gravado por Cyprien Katsaris com Thomas Moser e Brigitte Fassbaender. Katsaris também apresentou esta versão em concerto.
  • Versão original para voz alta e média e piano.
  • Nas primeiras décadas após a estreia da obra, essa opção foi pouco utilizada. Em uma ocasião, Bruno Walter experimentou e comprometeu-se Friedrich Weidemann (1871-1919), o barítono que estreou Kindertotenlieder sob a batuta de Mahler em 1905. No entanto, Walter sentiu que o tenor e o barítono não funcionavam tão bem como o tenor e o alto, e ele nunca repetiu o experimento.
  • Após as gravações pioneiras da obra do barítono Dietrich Fischer-Dieskau sob os maestros Paul Kletzki e Leonard Bernstein (1918 1990-), o uso de barítonos neste trabalho tem aumentado.
  • Arnold Schoenberg (1874-1951) começou a arranjar Das Lied von der Erde para orquestra de câmara, reduzindo as forças orquestrais a quintetos de cordas e sopros, e pedindo piano, celesta e harmônio para suplementar a textura harmônica. Três percussionistas também são empregados. Schoenberg nunca terminou este projeto, e o arranjo foi concluído por Rainer Riehn em 1980.
  • Versões com solistas femininos e masculinos.
  • Versões com dois solistas masculinos.
  • 1912: partitura vocal com redução de piano por Josef von Woss (1863-1943).
  • 2004: a Octavian Society encomendou a Glen Cortese a criação de duas reduções do trabalho, uma para um conjunto de câmara de vinte instrumentos e outra para uma pequena orquestra com sopros e metais em pares. Ambas as reduções são publicadas em edição crítica por Editoras musicais da Universal Edition (UE) em Viena.

Publicações

1911. Publicação Das Lied von der Erde para piano por Editoras musicais da Universal Edition (UE).

Publicação Das Lied von der Erde, da Philharmonia.

condutor

Bernard Haitink (1929) possui uma edição fac-símile especial de Das Lied von der Erde. Esta pontuação de Willem Mengelberg (1871-1951) está repleto de notas para apresentações em 1912 em Amsterdã. Na página de título Willem Mengelberg (1871-1951) escreve que o próprio Gustav Mahler sentiu Das Lied von der Erde foi seu trabalho mais difícil de realizar. Na última página da partitura, como Das Lied von der Erde stills, Willem Mengelberg (1871-1951) escreveu várias vezes, para se lembrar: suave, mais suave, pianíssimo.

Gravações

1. Versões com solistas femininos e masculinos

  • Bruno Walter (1876-1962), com Kerstin Thorborg e Charles Kullman, Vienna Musikvereinsaal 1936 (ao vivo). (Columbia Records, 78rpm, 7 × 12 ″ edição da Mahler Society)
  • Carl Schuricht, com Kerstin Thorborg e Carl Martin Öhmann, Royal Concertgebouw Orchestra Amsterdam (concerto transmitido em outubro de 1939, ao vivo). (Bel Age CD, a partir de acetatos.)
  • Bruno Walter (1876-1962), com Kathleen Ferrier e Julius Patzak, Wiener Philharmoniker (Decca LP LXT 2721 e 2722) 15-05-1952 e 16-05-1952. Gesellschaft der Musikfreunde. Remasterizado em 2003 por Mark Obert-Thorn (Naxos Historical 8.110871).
  • Bruno Walter (1876-1962), com Mildred Miller e Ernst Haefliger, Orquestra Filarmônica de Nova York (Sony CD SMK 64455). 1960
  • Otto Klemperer, com Elsa Cavelti e Anton Dermota, Orquestra Sinfônica de Viena (Vox Legends CDX2-5521 [reedição de 2 CDs])
  • Hans Rosbaud, com Grace Hoffman e Helmut Melchert, SWR Sinfonieorchester Baden-Baden (LP Vox Turnabout, TV 34220S).
  • Eduard van Beinum (1900-1959), com Nan Merriman e Ernst Haefliger, Concertgebouw Orchestra, Amsterdam (Fontana LP 894 120 ZKY).
  • Eugen Jochum, com Nan Merriman e Ernst Haefliger, Concertgebouw Orchestra, Amsterdam (DGG 289 46362822)
  • Fritz Reiner, com Maureen Forrester e Richard Lewis, Orquestra Sinfônica de Chicago (RCA 60178-2-RG)
  • Otto Klemperer, com Christa Ludwig e Fritz Wunderlich, New Philharmonia e Philharmonia Orchestras (HMV LP Angel Series SAN 179).
  • Eugene Ormandy, com Lili Chookasian e Richard Lewis, Orquestra da Filadélfia (Sony CD SBK 53518).
  • Jascha Horenstein, com Alfreda Hodgson e John Mitchinson, BBC Northern Symphony Orchestra (BBC Legends BBC 4042).
  • Georg Solti, com Yvonne Minton e René Kollo, Orquestra Sinfônica de Chicago (Decca CD 414 066-2).
  • Herbert von Karajan, com Christa Ludwig e René Kollo, Berliner Philharmoniker (DGG CD 419 058-2).
  • Bernard Haitink (1929), com Janet Baker e James King, Royal Concertgebouw Orchestra Amsterdam (Philips LP 6500 831).
  • Colin Davis, com Jessye Norman e Jon Vickers, London Symphony Orchestra (Philips 441 474-2).
  • Eliahu Inbal, com Jard van Nes e Peter Schreier, Orquestra Sinfônica da Rádio de Frankfurt (Denon 72605).
  • Walter Susskind, com Lili Chookasian e Richard Cassilly, Orquestra Sinfônica de Cincinnati (Vox VU 9040)
  • Carlo Maria Giulini, com Brigitte Fassbaender e Francisco Araiza, Berliner Philharmoniker (DGG CD 413 459-2).

2. Versões com dois solistas masculinos

  • Paul Kletzki, com Murray Dickie e Dietrich Fischer-Dieskau, Philharmonia Orchestra (HMV LP SXLP 30165).
  • Leonard Bernstein (1918 1990-), com James King e Dietrich Fischer-Dieskau, Wiener Philharmoniker (Decca CD 417 783-2). 04-1966, Sofiensaal, Viena.
  • Simon Rattle, com Peter Seiffert e Thomas Hampson, Orquestra Sinfônica da Cidade de Birmingham (EMI Classics 5 56200)
  • Esa-Pekka Salonen, com Plácido Domingo e Bo Skovhus, Filarmônica de Los Angeles (Sony Classical 60646). 

3. Versão original para voz alta e média e piano

  • Brigitte Fassbaender (meio-soprano), Thomas Moser (tenor), Cyprien Katsaris (piano) (Warner Apex 2564681627 - número da reedição)
  • Hermine Haselböck (meio-soprano), Bernhard Berchtold (tenor), Markus Vorzellner (piano). Gravado em 2008 por ocasião do 100º aniversário no Kulturzentrum Toblach, em cooperação com o Gustav-Mahler-Musikweks Toblach 2008 (C-AVI MUSIC 4260085531257). 

4. Arranjo de Schoenberg e Riehn

  • Osmo Vänskä, com Monica Groop e Jorma Silvasti, Sinfonia Lahti Chamber Ensemble (BIS CD-681).
  • Robert HP Platz, com Ingrid Schmithüsen e Aldo Baldin, Ensemble Köln, Canterino 1031
  • Mark Wigglesworth, com Jean Rigby e Robert Tear, Premiere Ensemble (RCA CD Dig-09026-68043-2).
  • Kenneth Slowik, com John Elwes, Russell Braun, Smithsonian Chamber Players e Santa Fe Pro Musica (Dorian Recordings)
  • Philippe Herreweghe, com Birgit Remmert, Hans Peter Blochwitz, Ensemble Musique Oblique (Harmonia Mundi HMA 1951477).

Se você encontrou algum erro, por favor, avise-nos selecionando esse texto e pressionando Ctrl + Enter.

Relatório de erros ortográficos

O seguinte texto será enviado aos nossos editores: